segunda parte do sermão.

09/07/2011 16:19

 Em uma pequena igreja nas montanhas italianas eu vi, entre muitas pinturas absurdas, uma imagem que me impressionou. Havia um lavrador que tinha retirado-se em uma determinada hora para orar. O artista rústico o desenhou de joelhos perante os Céus que se abriam e, para que não houvesse qualquer perda de tempo ocasionada pela sua devoção, um anjo estava indo no arado para ele! Eu gosto da idéia. Eu não acho que um anjo já tenha ido arar a terra, enquanto um homem estava orando, mas eu creio que o mesmo resultado muitas vezes chega a ocorrer e que quando damos o nosso coração a Deus e buscamos primeiro o Seu reino e a sua justiça, todas estas coisas são adicionados para nós (Mateus 6:33).

 

Se a religião não faz você mais rico, e não pode mesmo fazer, ela pode torná-lo mais contente com o que você já tem. Um jantar de ervas abençoado por Deusvai fazer melhor do que um boi gordo faria sem essa bênção. É Ele que quer fazero melhor neste mundo e ter o maior prazer aqui do melhor tipo e mais verdadeiro vai fazer bem a você para que dê a sua atenção primeiramente para o seu Salvador -  e todo o seu coração para a fé nEle e para a diligência no seu serviço (2 Coríntios 8:7). Você não tem nada mais importante, estou certo, que o negócio que diz respeito a Deus e a eternidade.

 

IV. Tenho ouvido alguns usarem a desculpa "EU NÃO POSSO ARCAR COM OS CUSTOS DE SER UM CRISTÃO”. Bem, meus amigos, vamos ter uma conversasobre isso. Custa mais do que você pode pagar? O que você quer dizer? Qual o custo? Custa dinheiro? Não precisa. Não vai custar-lhe mais do que você gostaria para passar por ele com um coração contente. Deus vai lhe dar um espíritogeneroso, que vai fazer você amar apoiar sua causa, ajudar os pobres e contribuir com a sua participação para todos os trabalhos da missão cristã. Mas no Reino deCristo não há tributação!

 

Dar torna-se uma gratificação, a generosidade um luxo! Nada será arrastado pela força de vocês. Certamente o nosso Deus abomina o dinheiro que vem para o seu tesouro sem motivo, mas se alegra das ofertas voluntárias dos corações amorosos (2 Coríntios 9:7). Não vai te custar muito nesse sentido, estou certo, pois você apenas dará ao passo que Deus tiver prosperado você. Suponha que o homem diga: "Bem, eu devo ter um assento na capela se eu quiser ouvir o Evangelho confortavelmente". Muito bem. Será que vai ser injusto se você contribuir com a sua proporção nas despesas necessárias para apoiar o homem que dá todo o seu tempo, pensamento e capacidade a você? Você vai pagar tanto em um ano para ouvir o Evangelho, como muitos pagam por uma noite no jogo?

 

Sim, e não há vários que gastam cem vezes mais em uma corrida de cavalos do que dando, ao longo da sua existência inteira, quer para os pobres ou para aIgreja de Deus? O que você economiza em favor de hábitos santos, generosos e hábeis não trará perdas para você, mas ganhos! “Ah, mas eu queria dizer que eu não poderia arcar com isso, pois eu perderia vários amigos". Será que vale a pena manter esse amigo que é inimigo de Deus? A mulher que o levaria para longe de Deus ou o homem que iria mantê-lo fora do Céu, amigos desse tipo vale a penater? Seja bravo e termine uma ligação que, de outra forma irá conectar você até o fim com o poço do abismo.

 

"Oh", diz um, "mas eu queria dizer que perderia muito nos negócios". Ah, bem,eu não vou pedir-lhe para explicar o que quer dizer com isso - há algo feio nessa afirmação. Você sabe mais sobre seu comércio do que eu. Sem dúvida, existemofícios que cederam aos vícios dos homens e se tornaram ainda mais rentáveis amedida que crescem a bebedeira e a impureza. Estes devem ser abandonados!Além disso, há comerciantes que vivem do exagero, da mentira e do engano - eeu não recomendo que você professe ser cristão se for essa a sua linha deatitudes. É melhor desistir de tudo que professa a respeito da religião quando forpara o ganho injusto. O quê? Eu ouvi uma dica sobre a adulteração? Eu também ouvi que você não dá o peso total e a verdadeira medida? Ah, meu queridocompanheiro, desista desse jogo de uma vez, se quiser se tornar um cristão ounão! Mas, certamente, se é isso que você quer, a perda de lucros desonestos seráum grande ganho para você, tanto para esta vida quanto para a próxima.

 

"Bem", diz alguém, "eu teria de desistir de um bom número de prazeres".Prazeres que bloqueiam a estrada para o Céu deveriam ser entregues de uma vez! Você pode me achar um tipo muito melancólico de pessoa, mas creio que eusou tão feliz quanto qualquer homem, na Inglaterra. Eu aprecio um pensamento feliz e um discurso animado, tanto quanto qualquer um. Eu posso rir e eu posso apreciar bons e limpos comentários bem-humorados, bem como a maioria das pessoas. E, agora servido ao Senhor por quase 40 anos presto meu testemunhode que eu nunca tive que abandonar um prazer sequer pelo qual eu tenha sentidouma vontade deliberada de obter. Assim que são renovados no coração, você estámudado em seus prazeres e o que poderia ter sido um prazer para você, uma vez, se tornará, então, uma miséria.

 

Se eu tivesse que sentar-me em companhia de algumas pessoas e ouvir o quefalam, seria o inferno para mim! Uma noite, pregando no Norte de Inglaterra,esta circunstância infeliz me ocorreu. Quando eu saí da ferroviária, fui colocadoem uma carruagem de primeira classe, com cinco cavalheiros corredores que estavam indo para as corridas de Doncaster. Felizmente eles não me conheciam, mas desde o início até o final da conversa daqueles senhores fui guarnecido comexpressões que me torturaram. E, finalmente, culminou em um assunto que eraindizivelmente repulsivo. Peço a Deus que eu não seja condenado a viver comessas pessoas para sempre, porque seria o inferno para mim!

 

Senhoras e Senhores, vocês não precisam saber que eu abstenho de algum prazer quando eu não vou para uma corrida, ou me associo com a libertinagem! É meu prazer me manter longe dos prazeres dos homens, em cuja companhia eu era obrigado a passar aquela noite. Os prazeres desse mundo são cheios de poeira, imundície e areia e aquele que uma vez lavou sua boca dessas coisas, rejeita outra refeição com tais ingredientes. Você não perderá prazer algum se vier para Cristo.

 

V. Eu ouço uma outra pessoa dizer “Eu não posso ir”. Por que não? “Bem, Senhor, não significa que eu não vá algum dia, mas NÃO SERIA CONVENIENTE AGORA. Eu poderia não render meu coração ao Senhor esta noite”. Não, eu sei. Você tem um compromisso amanhã que deve ser atendido e não é o tipo de coisa para um Cristão. Exatamente, não seria conveniente esta noite, nem na segunda-feira, nem será na terça, se depende disso – seus pensamentos ansiosos terão se ido até lá.

 

Não seria conveniente ser salvo? Você quer viver um pouco, não é? “Vida” em Londres significa morte. “Ah, mas agora eu sou apenas um aprendiz!” Então ao mesmo tempo seja aprendiz de Cristo! “Mas eu sou um viajante. Quando eu começar meu próprio negócio, então será o momento”. Será que vai? Ah, que você seja um viajante de Cristo! “Mas eu tenho associações que tornam isso difícil”. Isso quer dizer que Deus deve esperar sua conveniência? É desse jeito que os pobres recebem um médico que atende seus pacientes gratuitamente? Eles dizem “Doutor, não é conveniente te chamar antes das 10 ou 11 horas da manhã. Não é conveniente, pra mim, ir à sua casa. Devo ficar satisfeito em ver você se você vier à minha casa por volta de onze e meia da noite”.

 

Você mandaria uma carta para um médico da Costa Oeste agradecido por ele te atender de graça quando você quis? “Ah”, você diz, “Eu não insultaria um médico assim, se ele é bom o suficiente para me atender de graça”. E você ainda vai insultar o seu Deus! Você acha que Deus não é digno da sua força e saúde agora – mas quando você estiver velho e desgastado – então você vai querer ir para o céu e enganar o inimigo! Isso é sujo da sua parte. Não posso dizer nada melhor.

Embora o Senhor seja extremamente amável e misericordioso, ainda que os homens decidam se entregar a Ele no pior momento do fim de suas vidas – não é de admirar que eles morram em pecado! O que deve Deus pensar de tal tratamento? Não diga “eu não irei”. Venha de uma vez. O Senhor te ajuda a vir!

 

VI. Eu tenho ouvido pessoas dizerem, “Eu não posso ir, Senhor, porque EU NÃO CONSIGO ENTENDER. Eu sou um pobre homem. Nunca tive educação”. O que é que você não consegue entender? Você não consegue entender que você tem violado as leis de Deus e ele é Deus justo para te punir? Você consegue entender isso! Você não consegue entender que se você acreditar no Senhor Jesus Cristo, então certamente Ele tomou o seu pecado e levou-o em seu próprio corpo na cruz, e os lançou longe, por isso seu nome é o “Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (João 1:29)?

 

Você pode não entender que se você acreditar nele, você o terá em seu lugar – por que as escrituras dizem “Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus" (2 Coríntios 5:21)? Você pode entendê-lo se desejar fazê-lo. Não há nada no evangelho que os mais pobres e menos escolarizados não possam entender se suas mentes se dispuserem a conhecer e receber a vontade de Deus. Se o Espírito de Deus vir sobre eles, eles poderão não somente entender o evangelho, mas apreciá-lo, gozar dele e começar a ensinar os outros também – porque o Senhor faz os bebês para terem conhecimento e discernimento em Seus caminhos – enquanto sábios e entendidosem assuntos científicos

 

muitas vezes perdem o caminho para o reino eterno.

 

 

Eu acabei. O som dos sinos me dizem que meu tempo acabou. Outro sino um dia vai te avisar que você acabou e que sua vida chegou ao fim, assim como o meu sermão. Mas eu preciso dizer somente isso. Se há algum homem aqui que diz “Eu não posso ir”, peço-lhe para se expressar e falar a triste realidade como ela deveria ser falada. Aqui está um exemplo – “Miserável e infeliz, não posso ir para Cristo! Milhões no céu foram, mas eu não posso ir! Minha mãe morreu com uma boa esperança, mas “Mãe, eu não posso ir”. Meu pai foi para casa para estar com Jesus, mas eu não posso ir”.

 

Eu agradeço a Deus por esta afirmação não ser verdadeira, mas se você disse isso, você nunca mais vai descansar, porque se você não consegue ir para Cristo você é a pessoa mais infeliz do mundo! Há alguma mulher que chora “eu não posso ir”, ou algum homem que pleiteia “eu não posso ir”? Onde quer que você esteja sentado ou em pé, deixe o sino que avisa sobre a morte na ultima hora, te avisar sobre sua morte espiritual! Porque se você não pode ir para Cristo e comer da sua ceia, você não pode ser salvo! Você não pode escapar da ira vindoura, você está condenado para sempre!

 

Posso lhe pedir para fazer outra coisa? Se você ainda pretende dizer: “Eu não posso ir” Você vai dizer a verdade? Você vai alterar uma palavra para chegar mais perto da verdade? Dizer “eu não irei”, “eu não posso ir”, é grego, ou uma linguagem incompreensível – Mas o inglês simples é “não irei”. Eu acho que você diria isso ao invés dos outros por causa do receio de dizer “eu não irei; Eu não acreditarei em Jesus; Eu não me arrependerei dos meus pecados; Eu não deixarei os meus caminhos” – O receio, eu digo, pode ser abençoado por Deus para fazer você ver o seu estado de desespero. Eu acho que você choraria em seguida, “Eu não posso sentar e provocar minha própria condenação certo de que não voltarei para Cristo”.

 

Será que agora você, em vez de se recusar a voltar, virá de uma vez? Diga, “eu vou voltar pra Jesus. Diga-me como”. Você pode somente vir para Jesus por acreditar nele. Confia nele e ele vai te salvar! Nunca ninguém acreditou em Jesus em vão! A confiança tem a poderosa influência do Senhor Jesus. Ele vem para o resgate de uma alma que se apóia inteiramente sobre ele. Ele fará todas as coisas para você – Ele mudará sua natureza bem como perdoará seus pecados! E sua natureza será mudada, você deve levar uma nova vida a partir de agora e crescer na Graça Divina até você se tornar como Ele, em quem você confia.

 

E depois Ele te levará para estar para sempre com Ele. Lavado no sangue do Cordeiro, você deve andar com ele de branco, glorificado! Assim eu tenho falado esta noite de um jeito muito simples. Eu oro ao Senhor para que abençoe as palavras que são destinadas para que sejam fiéis, sinceras e impressionantes. Nós podemos nos encontrar no céu! Há muitos estranhos aqui esta noite – você pode não ser estranho para o Senhor Jesus! Muitos de nossos amigos estão distantes e alguns de vocês vieram, embora seja uma noite chuvosa e desagradável – eu tomo isso como um bom sinal.

 

Deus te abençoe! Eu oro para que você possa receber bênçãos em dobro e possa lembrar este sombrio, escuro dezembro como uma noite de Maio pelas bênçãos que Deus colocará sobre você através de Jesus Cristo, Seu Filho. Amém.

 

PARTE DAS ESCRITURAS LIDA ANTES DO SERMÃO – Lucas 14

HINOS DO NOSSO PRÓPRIO HINÁRIO – 501, 560, 550.

 

 

 

 

CARTA DO SR. SPURGEON;

QUERIDOS AMIGOS – Eu espero que este sermão possa tocar a consciência dos descuidados. Pode ser difundido, se esse for o caso. Eu sinceramente solicito que possa ser assim pelo poder do Espírito Santo. Por favor, se una a mim nisso. Eu não me acho completamente recuperado. Nós temos um mau tempo e meu velho inimigo me tenta. Eu espero sacudir isso tudo e retornar ao trabalho em boas condições, mas isso pode ter um pouco de atraso. Se este repouso me deixar ir pelo resto do ano, será um bom investimento. Lembrando dos meus leitores em minhas orações, eu sou o servo de vocês pelo amor de Cristo.

 

Mentone, 3 de janeiro de 1890

 

FONTE:

Traduzido de http://www.spurgeongems.org/vols34-36/chs2122.pdf

 

Todo direito de tradução protegido por lei internacional de domínio público

Sermão nº 2122—Volume 36 do The Metropolitan Tabernacle Pulpit,

Original em inglês: A Straight Talk

 

Tradução: Ana Carolina Ribeiro Meireles

Revisão: Daniel Campos

Prova e Diagramação: Armando Marcos

Capa: Beatriz Rustiguel

 

 

Projeto Spurgeon | proclamando a Cristo crucificado.

Projeto de tradução de sermões, devocionais e livros do pregador batista reformado Charles Haddon Spurgeon (1834-1892) para glória de Deus em Cristo Jesus, pelo poder do Espírito Santo, para edificação da Igreja e salvação e conversão de incrédulos de seus pecados.

Acesse emhttp://www.projetospurgeon.com.br/

 

 


[1] Lc 14:15-24; as citações deste parágrafo são dos versos 18 a 20 (N. do T.).

[2] Mt 16:26

[3] Mc 12:21

[4] Êx 12:23

[5] Gn 3:12

[6] I Co 7:12-14

[7] Mt 5:15